1. Skip to Menu
  2. Skip to Content
  3. Skip to Footer>

Animais Silvestres


E-mail

Animais Silvestres

 

 

 

 

 

 

CARACTERÍSTICAS:    

São animais que possuem casco convexo, carapaça bem arqueada e pernas grossas. A carapaça é uma estrutura óssea formada pelas vértebras do tórax e pelas costelas. Funciona como uma caixa protetora na qual o animal se recolhe quando ameaçado. É revestido por escudos (placas). O jabuti-tinga é possui uma coloração mais clara que o jabuti-piranga, a cabeça e patas amarelas e nariz preto. A carapaça do jabuti é ligeiramente alongada, alta e decorada com um padrão em polígonos de centro amarelo e com desenhos em relevo. A cabeça e as patas retráteis estão cobertas por escudos vermelhos e negros. Como animais de estimação, são calmos e quietos porem ativos. Adoram se banhar no sol ou em  lâmpadas UV e se alimentarem. Acostumam-se rapidamente com as pessoas e novos ambientes, mas manuseios constates e rápidos podem estressá-los.

 

 

 

 

DADOS TÉCNICOS:


 

 

Peso: Machos, podem chegar a 20kg e Fêmeas a 40kg.

 

Longevidade: Em média 90 anos

 

Tamanho: Machos, aproximadamente 40cm e Fêmeas, podem chegar a 1m.

 

 

Maturidade Sexual: Entre 5 e 7 anos

 

Diferença Sexual: Sim, o plastrão é reto ou convexo nas fêmeas e côncavo nos machos, justamente para encaixarem nas fêmeas por ocasião da cópula.

 

TAXONOMIA:

Classe: Répteis 

Tempo de incubação: 24 a 36 semanas

Ordem: Quelônios

Postura: 10 a 15 ovos

 

DIETA

Família: Testudinidae

 

Nível de Ruído: Baixo

Gênero: Geochelone

Espécie: Geochelone denticulata

 

PRODUTOS INDISPENSÁVEIS

 

> Casinha para abrigo

 

 

> Ração, Minerais e suplementos 

 

 

 

 

> Pedra aquecedora

 

As informações contindas nesse guia não dispensam os cuidados veterinários!

 

A temperatura ideal para este animal é de 26 a 30ºC variando nessa faixa de um lado a outro quando em terrários e pode ser medida através de termômetros digitais ou analógicos e controlada por termostatos e temporizadores (“timers”). À noite poderá cair para 22 a 26ºC.

 

Espaços amplos que abrigue além do réptil, seus objetos (potes, poleiros e abrigo) e permita o trânsito do mesmo.

 

 

RECINTOS
DISTRIBUIÇÃO GEOGRAFICA:

 

 

> Substrato para forração

 

 

> Lâmpadas de U.V.A E U.V.B

 

> Potes para água, ração e frutas

 

 

 

 

 

 

 

 

Ser funcional no processo de limpeza e manutenção e que não apresente riscos de fuga.
Medidas ideais: * Terrários internos: para filhotes e jovens de pequeno porte com um mínimo de 1,50m X 40cm com altura máxima de 40cm com aquecimento (em um dos lados) e iluminação UVB, com substrato de cascalho médio ou casca de árvores (bark) ou grama sintética de no máximo 6mm de felpa. Bebedouro raso, comedouro e toca ou abrigo escuro.
* Recintos externos: com um mínimo de 2,5 m² com paredes laterais de no mínimo 50cm, com áreas de sombra e com solo não abrasivo(grama, terra, folhas secas, cascalho médio) recinto grande e raso com água para beber e banhar-se. Abrigos (tocas ou casinhas) são necessários para dias mais frios e podem ser aquecidos com pedras aquecedoras ou lâmpadas próprias para répteis. Sugerimos que consulte um de nossos profissionais para a confecção de um terrário externo.
Região amazônica (florestas densas).

 

 

 

 

 

Come e bebe durante o dia 

 

Sem escamação e casco uniforme

 

 

 

 Perda de apetite

 

 Ativa, alerta e sociável

 

Narinas secas e olhos brilhantes

 

 Olhos lacremejantes ou opacos

 

Chiado na respiração e espirros 

 

SINAIS DE ALERTA

 

Muco bucal ou nasal

 

Diarréia

 

Perda de apetite e peso

 

O Jabuti-tinga é uma companhia ideal para mim?

 

3 - Tenho tempo suficiente para me dedicar a ele?

 

 Imobilidade

 

 

SINAIS DE BOA SAÚDE:

 

Fezes com coloração atípica

 

 Dificuldade de respiração
 Sonolência excessiva
1 - Eu tenho um local adequado para este réptil?
4 - Os hábitos naturais desse réptil serão aceitos pela minha família?
Se você respondeu "Sim" a estas declarações, um Jabuti-tinga é o companheiro ideal para você!
2 - Vou fornecer um ambiente seguro e confortável a ele?
Todos os direitos reservados a PLANET ZOO, vedado a reprodução total ou parcial dessas informações sem a expressa autorização dos seus idealizadores.
Aconselhamos oferecer uma vez por semana suplementos vitamínicos para répteis (contendo vitaminas, cálcio e minerais em pó ou líquido) e proteína animal (carne moída, ovos com casca, tenébrios, etc.) esse é um dos itens mais importantes, em filhotes a f alta desse item pode causar má formação do esqueleto, e por conseqüência, má formação do casco. 80% da dieta deve se basear em vegetais, como: folhas de mostarda, folhas de beterraba, agrião, couve, rúcula, salsa, salsão, brócolis, alface, espinafre, repolho, amora, cenoura, pétalas de rosas, folhas e pétalas de hibiscos, sementes de feijão branco e feijão verde, ervilhas, lentilhas, milho, legumes variados, como a cenoura, beterraba, vagens, abóboras, batata doce, etc e 20% da dieta deve ser a base de frutas, como: uva, maçã, pêra, abacaxi, morango, manga, mamão, melão, banana, tomate, figo, melancia, amora, nectarina, pêssego, etc. Frutas são alimentos compostos de bastante vitaminas e açucares, sendo essencial para uma boa alimentação. A ração extrusada para tartarugas deve ser oferecida diariamente isolada ou misturada aos outros alimentos.. As frutas, verduras e legumes devem ser variados, bem lavados e higienizados antes de ser oferecidos.     
5 - Sou responsável e vou conseguir prestar cuidados básicos diários a ele?
CUIDADOS DIÁRIOS
Disponibilize sempre água mineral ou filtrada a fim de evitar contaminações, está deve ser trocada pelo menos 2 (duas) vezes ao dia, para que esteja sempre fresca, principalmente nos dias de calor. O ambiente, comedouros e bebedouros devem ser limpos cuidadosamente com sabão neutro todos os dias, evitando a proliferação de microorganismos.
ILUMINAÇÃO
A luz solar produz, entre outras, radiação ultra-violeta do tipo UVA e UVB indispensáveis à saúde do seu animal; a radiação ultra-violeta UVA estimula o apetite, a atividade e o comportamento reprodutivo, realçando as cores do seu animal; a radiação ultra-violeta UVB é importante para a produção de vitamina D³, sintetizada na pele dos animais e influi na absorção do cálcio, nas funções metabólicas e no crescimento. Lembre-se de, ao expor ao sol, sempre dar a opção de sombra ao seu animal, evitando locais que possam superaquecer. Também é preciso lembrar do foto-período, ou seja a sucessão dia/noite, que é preciso respeitar. Caso você não possa expor seu animal à luz solar natural existem no comércio as lâmpadas fluorescentes (lineares ou compactas) de ultra-violeta, em várias  potências e tamanhos.
O nível de UVB para este animal é de 5.0 UVB.
 

E-mail

Animais Silvestres

 

CARACTERÍSTICAS: A ararinha-verde possui coloração predominante verde claro, cobertura vermelha e bico claro. A face é inteiramente nua, não sendo composta por fileiras de penas.  São extremamente sociáveis e falantes, formando um vocabulário amplo. Adoram a companhia de seu dono.

 

 

 

DADOS TÉCNICOS:
DISTRIBUIÇÃO GEOGRAFICA:


 

Diopsittaca n. nobilis: Norte do Rio Amazonas no leste da Venezuela, Delta Amacuro e norte de Monagas, norte ao sudeste do Bolivar, Guianas e nordeste do Brasil, em Roraima, norte do Pará e Amapá. Diopsittaca n. cumanensis: Nordeste do Brasil, sul do Rio Amazonas, Alagoas, oeste da Bahia ao Maranhão e sudeste do Pará, sul de Goiás, onde encontra-se com a longipennis. Diopsittaca n. longipennis: Interior do Brasil, centro de Goiás, onde encontra-se com a cumanensis e oeste de Minas Gerais a noroeste de São Paulo e Mato Grosso, sudeste do Peru a regiao central de Bolívia, aparentemente, não há registros recentes no Espírito Santo e Rio de Janeiro, Brasil. Existe uma população introduzida na cidade de São Paulo.

Peso: 130 a 170g

 

Longevidade: Em média 60 anos

 

Tamanho: Aproximadamente 30cm

 

Capacidade de Fala: Média

 

Maturidade Sexual: A partir de 3 anos

 

Diferença Sexual: Não possui. Detectável apenas com o exame de DNA

 

TAXONOMIA:

Classe: Aves

Tempo de incubação: 24 dias

Ordem: Psittaciformes

Postura: 2 a 4 ovos

 

DIETA

Família: Psittacidae

 

Nível de Ruído: Alto

Gênero: Anodorhynchus

Estatuto de conservação: Apêndice II da CITES

Subespécie: Diopsittaca nobilis

 

PRODUTOS INDISPENSÁVEIS

Espécie: Diopsittaca n. nobilis, Diopsittaca n. cumanensis e Diopsittaca n. longipennis

> Gaiola e Capa

 

 

> Minerais e suplementos

 

 

> Rações e petiscos

 

> Variedade de brinquedos

 

> Playárea (poleiro externo)

 

As informações contindas nesse guia não dispensam os cuidados veterinários!

 

Para saber qual o espaço ideal para a ave, deve-se levar em consideração os seguintes critérios:

 

Espaço amplo que abrigue além da ave, seus objetos (potes, poleiros e brinquedos) e permita o trânsito entre os poleiros sem obstáculos.

 

Possuir portas amplas, principalmente se a ave for mansa, facilitando a retirada da gaiola.

 

RECINTOS

 

> Cabaninhas para dormir

 

> Substrato para forração da bandeja

 

> Borrifador de água para banho

 

> Caixa de transporte

 

> Potes para água, ração e frutas

 

 

 

 

 

 

 

 

Ser funcional no processo de limpeza e manutenção e que não apresente riscos de fuga.
Medidas ideais: *Gaiola: Larg 85 x Prof 60 x Alt 2,00 / * Viveiro: Larg 2,30 x Prof 3,00 x Alt 2,00. Deve ser de aço e em formato retangular (para que a ave reconheça o espaço), ter recebido tratamento anti-ferrugem, e serem pintadas com tintas de alta resistência (processo eletrotástico), para não lascarem com facilidade. Deve conter bandejas aparadoras de sujeira nas laterais, bandejas de limpeza bem abaixo das grelhas para manter a ave longe dos excrementos, evitando a contaminação. Os poleiros devem possuir espessura compatível ao tamanho do pé da ave, ou seja, ao subir no poleiro, a ave não pode fechar o pé totalmente, nem deixá-lo muito aberto. Poleiros lixa unhas são importantes para manter a unha e bicos aparados e ajuda na prevenção de artrite. Assegure-se que nenhum objeto da gaiola contenha chumbo, pois podem causar graves problemas de saúde se ingeridos. Sugerismo as gaiolas fabricadas pela PLANET ZOO, pois são testadas e aprovadas pelos melhores profissionais !

 

 

 

 

 

Come e bebe durante o dia

 

Bico, unhas e pés sem escamação

 

Emite sons

 

Penas lisas e brilhantes

 

Penas opacas e quebradiças

 

Ativa, alerta e sociável

 

Narinas secas e olhos brilhantes

 

Descamação do bico e pés

 

Chiado na respiração, espirros e tosse

 

SINAIS DE ALERTA

 

Olhos vermelhos ou inchados

 

Secreção ocular ou nasal

 

Perda de apetite e peso

 

A Ararinha-verde é uma companhia ideal para mim?

 

3 - Tenho tempo suficiente para me dedicar a ela quando estiver fora da gaiola?

 

Equilibrando-se em um pé só

 

 

SINAIS DE BOA SAÚDE:

 

Fezes com coloração atípica

 

Encolhido no fundo da gaiola
Sonolência excessiva
1 - Eu tenho um local adequado para esta ave?
4 - Os sons naturais desta ave será aceito pela minha família e vizinhos?
Se você respondeu "Sim" a estas declarações, uma Ararinha-verde é a companheira ideal para você!
2 - Vou fornecer um ambiente seguro e confortável para essa ave?
Todos os direitos reservados a PLANET ZOO, vedado a reprodução total ou parcial dessas informações sem a expressa autorização dos seus idealizadores.

E-mail

Animais Silvestres

 

 

 

 

 

 

As Tirivas-de-barriga-vermelha se caracterizam por possuirem a barriga vermelha intensa. são verde nas costas e cobertura, asas com extremidades azuis, axilas vermelhas brillantes igual ao abdomem, vermelho opaco no rabo e manchas azuis na garganta e baixo abdomem. São muito curiosas e  envolventes. Possuem a vocalização mais suaves do que de outras aves. Ótima campanhia para pessoas que preferem uma ave mais indepentedente.

 

 

 

 

DADOS TÉCNICOS:


 

 

Peso: 15g

 

Longevidade: Em média 10 anos

 

Tamanho: Aproximadamente 12 cm

 

Capacidade de Fala: Não possui.

 

Maturidade Sexual: A partir de 1 ano

 

Diferença Sexual: Não possui. Detectável apenas com o exame de DNA

 

TAXONOMIA:

Classe: Aves 

Tempo de incubação: 24 dias

Ordem: Passeriformes

Postura: 4 a 6 ovos

 

DIETA

Família: Fringillidae

 

Nível de Ruído: Baixo. Em determinados períodos do dia.

Gênero: Serinus

Estatuto de conservação: Apêndice II da CITES

Espécie: Serinus canaria

 

PRODUTOS INDISPENSÁVEIS

 

> Gaiola, Capa e Cabaninha para se abrigar 

 

 

> Minerais e suplementos 

 

 

> Rações e petiscos

 

> Variedade de brinquedos 

 

> Playárea (poleiro externo) 

 

As informações contindas nesse guia não dispensam os cuidados veterinários!

 

Para saber qual o espaço ideal para a ave, deve-se levar em consideração os seguintes critérios:

 

Espaço amplo que abrigue além da ave, seus objetos (potes, poleiros e brinquedos) e permita o trânsito entre os poleiros sem obstáculos.

 

Possuir portas amplas, principalmente se a ave for mansa, facilitando a retirada da gaiola.

 

RECINTOS
DISTRIBUIÇÃO GEOGRAFICA:

 

 

> Substrato para forração da bandeja

 

 

> Caixa de transporte

 

> Potes para água, ração e frutas

 

 

 

 

 

 

 

 

Ser funcional no processo de limpeza e manutenção e que não apresente riscos de fuga.
Medidas ideais: *Gaiola: Larg 85 x Prof 60 x Alt 2,00 / * Viveiro: Larg 6,00 x Prof 3,00 x Alt 3,00. Deve ser de aço e em formato retangular (para que a ave reconheça o espaço), ter recebido tratamento anti-ferrugem, e serem pintadas com tintas de alta resistência (processo eletrotástico), para não lascarem com facilidade. Deve conter bandejas aparadoras de sujeira nas laterais, bandejas de limpeza bem abaixo das grelhas para manter a ave longe dos excrementos, evitando a contaminação. Os poleiros devem possuir espessura compatível ao tamanho do pé da ave, ou seja, ao subir no poleiro, a ave não pode fechar o pé totalmente, nem deixá-lo muito aberto. Poleiros lixa unhas são importantes para manter a unha e bicos aparados e ajuda na prevenção de artrite. Assegure-se que nenhum objeto da gaiola contenha chumbo, pois podem causar graves problemas de saúde se ingeridos. Sugerimos as gaiolas fabricadas pela PLANET ZOO, pois são testadas e aprovadas pelos melhores profissionais !

É encontrado nos Açores, Ilha da Madeira e Ilhas Canárias, na América do Sul 

 

 

 

 

 

Come e bebe durante o dia 

 

Bico, unhas e pés sem escamação 

 

 Emite sons

 

Penas lisas e brilhantes

 

 Penas opacas e quebradiças 

 

 Ativa, alerta e sociável

 

Narinas secas e olhos brilhantes

 

 Descamação do bico e pés 

 

Chiado na respiração, espirros e tosse

 

SINAIS DE ALERTA

 

Olhos vermelhos ou inchados

 

Secreção ocular ou nasal

 

Perda de apetite e peso

 

O Canário-do-reino é uma companhia ideal para mim?

 

3 - Tenho tempo suficiente para me dedicar a ela?

 

 Arrepiado se equilibrando em um pé só 

 

 

SINAIS DE BOA SAÚDE:

 

Fezes com coloração atípica

 

 Encolhido no fundo da gaiola 
 Sonolência excessiva
1 - Eu tenho um local adequado para esta ave?
4 - Os sons naturais desta ave será aceito pela minha família e vizinhos?
Se você respondeu "Sim" a estas declarações, um Canário-do-reino é o companheiro ideal para você!
2 - Vou fornecer um ambiente seguro e confortável a ela?
Todos os direitos reservados a PLANET ZOO, vedado a reprodução total ou parcial dessas informações sem a expressa autorização dos seus idealizadores.
5 - Sou responsável e vou conseguir prestar cuidados  diários a ela?
CARACTERÍSTICAS:

O sistema digestivo do tucano é extremamente curto, o que explica sua base alimentar. As frutas são facilmente digeridas e absorvidas pelo tratogastrointestinal. Os tucanos necessitam de um nível protéico em sua dieta, o qual pode alcançar, oferecendo a ave, larvas de insetos e ovos cozidos. Importante oferecer o ovo com a casca, pois é uma rica fonte de cálcio.


E-mail

Animais Silvestres

 

 

 

 

 

 

Ao contrário do que acontece com a maior parte das aves, as cores do turaco devem-se a pigmentos existentes na plumagem, e não à refração da luz. São muito barulhentos e curiosos. Possui uma grande facilidade para trepar, habilidade que exercita ainda antes de saber voar. Possuem dois dedos voltados para a frente e dois voltados para trás. Durante o ritual de acasalamento, o macho faz tudo para impressionar a fêmea, chegando mesmo a oferecer-lhe alimento.

 

 

 

 

DADOS TÉCNICOS:


 

 

Peso: 200 a 310g

 

Longevidade: Em média 15 anos

 

Tamanho: Aproximadamente 43cm

 

Capacidade de Fala: Não possui.

 

Maturidade Sexual: A partir de 2 anos

 

Diferença Sexual: Não possui. Detectável apenas com o exame de DNA

 

TAXONOMIA:

Classe: Aves 

Tempo de incubação: 26 dias

Ordem: Cuculiformes

Postura: 2 a 3 ovos. Os filhotes são alimentados por ambos

 

DIETA

Família: Musophagidae

 

Nível de Ruído: Baixo. Em determinados períodos do dia.

Gênero: Musophaga

Espécie: Musophaga violacea

 

PRODUTOS INDISPENSÁVEIS

 

> Gaiola, Capa e Cabaninha para se abrigar 

 

 

> Minerais e suplementos 

 

 

> Rações e petiscos

 

> Variedade de brinquedos 

 

> Playárea (poleiro externo) 

 

As informações contindas nesse guia não dispensam os cuidados veterinários!

 

Para saber qual o espaço ideal para a ave, deve-se levar em consideração os seguintes critérios:

 

Espaço amplo que abrigue além da ave, seus objetos (potes, poleiros e brinquedos) e permita o trânsito entre os poleiros sem obstáculos.

 

Possuir portas amplas, principalmente se a ave for mansa, facilitando a retirada da gaiola.

 

RECINTOS
DISTRIBUIÇÃO GEOGRAFICA:

 

 

> Substrato para forração da bandeja

 

 

> Caixa de transporte

 

> Potes para água, ração e frutas

 

 

 

 

 

 

 

 

Ser funcional no processo de limpeza e manutenção e que não apresente riscos de fuga.
Medidas ideais: *Gaiola: Larg 85 x Prof 60 x Alt 2,00 / * Viveiro: Larg 6,00 x Prof 3,00 x Alt 3,00. Deve ser de aço e em formato retangular (para que a ave reconheça o espaço), ter recebido tratamento anti-ferrugem, e serem pintadas com tintas de alta resistência (processo eletrotástico), para não lascarem com facilidade. Deve conter bandejas aparadoras de sujeira nas laterais, bandejas de limpeza bem abaixo das grelhas para manter a ave longe dos excrementos, evitando a contaminação. Os poleiros devem possuir espessura compatível ao tamanho do pé da ave, ou seja, ao subir no poleiro, a ave não pode fechar o pé totalmente, nem deixá-lo muito aberto. Poleiros lixa unhas são importantes para manter a unha e bicos aparados e ajuda na prevenção de artrite. Assegure-se que nenhum objeto da gaiola contenha chumbo, pois podem causar graves problemas de saúde se ingeridos. Sugerimos as gaiolas fabricadas pela PLANET ZOO, pois são testadas e aprovadas pelos melhores profissionais !
África.

 

 

 

 

 

Come e bebe durante o dia 

 

Bico, unhas e pés sem escamação 

 

 Emite sons

 

Penas lisas e brilhantes

 

 Penas opacas e quebradiças 

 

 Ativa, alerta e sociável

 

Narinas secas e olhos brilhantes

 

 Descamação do bico e pés 

 

Chiado na respiração, espirros e tosse

 

SINAIS DE ALERTA

 

Olhos vermelhos ou inchados

 

Secreção ocular ou nasal

 

Perda de apetite e peso

 

O Turaco-violeta é uma companhia ideal para mim?

 

3 - Tenho tempo suficiente para me dedicar a ela?

 

 Equilibrando-se em um pé só 

 

 

SINAIS DE BOA SAÚDE:

 

Fezes com coloração atípica

 

 Encolhido no fundo da gaiola 
 Sonolência excessiva
1 - Eu tenho um local adequado para esta ave?
4 - Os sons naturais desta ave será aceito pela minha família e vizinhos?
Se você respondeu "Sim" a estas declarações, um Turaco-violeta é o companheiro ideal para você!
2 - Vou fornecer um ambiente seguro e confortável a ela?
Todos os direitos reservados a PLANET ZOO, vedado a reprodução total ou parcial dessas informações sem a expressa autorização dos seus idealizadores.
5 - Sou responsável e vou conseguir prestar cuidados  diários a ela?
CARACTERÍSTICAS:

A sua digestão é rápida e incompleta, por isso têm necessidade de se alimentar em intervalos freqüentes e com maior quantidade de frutos. As frutas são facilmente digeridas e absorvidas pelo tratogastrointestinal. Os turacos necessitam de um nível protéico em sua dieta, o qual pode alcançar, oferecendo a ave, larvas de insetos e ovos cozidos. Importante oferecer o ovo com a casca, pois é uma rica fonte de cálcio.

Espécie: Musophaga violacea

E-mail

Animais Silvestres

 

 

 

 

Os ferrets são pequenos animais mamíferos, carnívoros, mas não roedores como muitas pessoas pensam. Em geral são curiosos, inteligentes e muito carinhosos, vivendo bem em espaços pequenos como apartamentos. Acostumam-se a passear usando coleiras e usam “banheiros” como os gatos, não fazendo muita sujeira pela casa. Não necessitam de muitos banhos, são como os gatos. O excesso de banhos pode ocasinar problemas dermatológicos, pela remoção excessiva dos óleos essenciais da pele, causando prurido (coceira) e dermatopatias. É aconselhável 1 banho mensal com produto específico para ferret, para uma higiene adequada da pelagem.

 

 

 

 

 

DADOS TÉCNICOS:


 

Peso: Aproximadamente 1 kg

 

Longevidade: De 6 a 10 anos

 

Tamanho: Cerca de 40 cm sem a cauda, sendo que a fêmea é menor, cerca de 30 cm..

 

 

Maturidade Sexual: Entre 4 a 8 meses de vida.

 

Diferença Sexual: As fêmeas têm um porte menor, possuem a cabeça e o focinho mais finos, delicados e pontudos. Os machos são ligeiramente maiores, possuem a cara mais larga e focinho arredondado. 

 

TAXONOMIA:

Classe: Mammalia

Cria: Em média de 6 a 9 filhotes.

Ordem: Carnívora

Gestação: Período de gestação é de 42 dias.

 

DIETA

Família: Mustelidae

 

Nível de Ruído: Baixo

Gênero: Mustela

Espécie: Mustela putorius furo

 

As informações contindas nesse guia não dispensam os cuidados veterinários!

 

 

 

 

DISTRIBUIÇÃO GEOGRAFICA:

 

O Ferret é resitente a doenças, mas muitas vezes elas podem aparecer devido a um manejo inadequado. Procure manter as instalações limpas, bem arejadas, a cama seca, e uma alimentação correta. Desta forma você ajudará a conservar a saúde do seu mascote. Evite que ele fique em local úmido e frio!

 

> Serragem para forração da bandeja

 

 

> Pedra Mineral

 

> Comedouro de cerâmica para alimentos

 

 

 

 

 

 

 

 

Seu parente selvagem encontra-se largamente distribuído pela América do Sul, sendo encontrados nos Andes, Argentina, Uruguai e Brasil.
Acredita-de que a espécie doméstica derive do selvagem Cavia aperea há muito tempo domesticado no Peru pelos antigos Incas.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Um Ferret é um companheiro ideal para mim?

 

3 - Tenho tempo suficiente para me dedicar a ele?

 

 

 

 

 

1 - Eu tenho um local adequado para este animal?
4 - Os sons naturais deste animalzinho será aceito pela minha família e vizinhos?
Se você respondeu "Sim" a estas declarações, um Ferret é o companheiro ideal para você!
2 - Vou fornecer um ambiente seguro e confortável a ele?
Todos os direitos reservados a PLANET ZOO, vedado a reprodução total ou parcial dessas informações sem a expressa autorização dos seus idealizadores.
5 - Sou responsável e vou conseguir prestar cuidados básicos diários a ele?
CARACTERÍSTICAS:

Por mais que os ferrets sejam animais essencialmente carnívoros, não devem ser alimentados diretamente com carne, mas sim uma ração especializada que contenha todos os nutrientes necessários.

Evite mudar a alimentação de seu ferret radicalmente. Caso queira trocar a ração, faça isso gradativamente, misturando porcentagens crescentes da nova comida à antiga por um período de dez dias. É normal que o ferret tente “escolher” uma ou outra ração, mas ele acabará se acostumando.

Estes animais têm um trato digestivo muito curto, e, por isso, faz a digestão muito rapidamente e precisam se alimentar a cada três ou quatro horas. Assim eles devem ter comida e água disponível por todo o dia.

A ração mais indicada para ferret é a Marshall.

> Dificuldade na respiração  > Olhos lacremejantes ou opacos   > Diarréia
SINAIS DE ALERTA
> Visita ao veterinário semestralmente

> Perda de apetite e peso    > Secreção bucal ou nasal    > Chiado na respiração        

CUIDADOS DIÁRIOS

- Disponibilize sempre água mineral ou filtrada a fim de evitar contaminações. Esta deve ser trocada pelo menos 2 (duas) vezes ao dia, para que esteja sempre fresca, principalmente nos dias de calor.

- Deixar a ração a disposição, trocando sempre que umedecer. Lembrando que o Ferret precisa se alimentar a cada 3 horas. 

Cuidados: Não oferecer chocolate, enlatados, embutidos, alimentos condimentados e/ou picantes, alimentos ricos em açúcar (bolos, doces, biscoitos, balas açucaradas).

> Alfafa em bloco e em feno
> Bebedouro
PRODUTOS INDISPENSÁVEIS
 > Feridas ou crostas entre os dedos, orelhas e boca     > Queda de pêlo     
> Gaiola espaçosa e com bandeja alta
> Ração para Porquinho-da-Índia

Possuem um ótimo temperamento, muito sociáveis, não são agressivos e são de fácil manejo. Um bom companheiro para crianças, por serem dóceis.

Cores: Sable (marrom escuro), Light Sable (marrom claro), Albino, Silver (cinza), Light Silver (cinza claro), e Branco com olhos pretos. 
Vacinação: Cinomose e raiva (especiais para ferrets).

Os Ferrets são muito curiosos, e se enfiar em buracos é uma das atividades preferidas. Verifique, se não há lugares em sua casa que sirvam como rota de fuga ou que apresentem outros perigos (como encanamentos, máquinas, ralos, vaso sanitário, etc). Não possuem uma boa visão e, assim, não tem grande noção de altura. Então tome cuidado para que ele não tenha acesso de jeito nenhum a janelas abertas, mesmo por meio de sofás, cortinas ou outros móveis. Engrenagens de cadeiras de balanço ou poltronas reclináveis podem ser fatais para um ‘escondido’. Mantenha também o seu ferret longe da cozinha e área de serviço.




Página 1 de 10

Outras Categorias