1. Skip to Menu
  2. Skip to Content
  3. Skip to Footer>

Roedores

E-mail

Animais Domésticos

 

 

 

 

A origem do nome Porquinho-da-Índia, vem de um erro de navegação. No século XVI, quando os navegadores espanhóis buscavam um novo caminho para as Índias, em busca de especiarias, aportaram por engano em terras Sul-Americanas, mais exatamente no atual Peru. Após provarem “churrascos” de um certo animal que os nativos conheciam por Cuí (e assim o chamam até hoje por causa dos gritos curtos, semelhantes ao som emitido pelos porcos), resolveram conhecer este animal, simpatizaram com ele e o adotaram como mascote. Voltaram para o velho continente com vários deles nas malas e com um nome equivocado: Porquinho-da-Índia. Logo após a chegada na Espanha, os “Porquinhos-da-Índia” peruanos se transformaram em moedas e se espalharam por toda a Europa e o “Novo Mundo”, não mais como alimentação, como eram e ainda são utilizados no Peru, mas sim como animais de estimação.

 

 

 

 

 

DADOS TÉCNICOS:


 

Peso: 800 a 1,5 kg

 

Longevidade: Em média 8 anos

 

Tamanho: Fêmeas medem em média 25 cm e machos 35cm.

 

 

Maturidade Sexual: De 55 a 90 dias.

 

Diferença Sexual: Para distinguir os machos adultos apresentam a região anogenital mais avolumada ao redor, pois é onde o saco escrotal está inserido. Nas fêmeas, pode-se visualizar a membrana vaginal. Em animais mais jovens pode ser difícil a visualização destas estruturas, mas em geral as fêmeas possuem formatos que assemelham com uma fenda em Y e os machos um ponto de exclamação invertido.

 

TAXONOMIA:

Classe: Mammalia

Cria: De 2 a 3 filhotes.

Ordem: Rodentia

Gestação: Período de gestação é de 68 dias. Os filhotes ao contrario de outros roedores, nascem de olhos abertos, peludinhos e depois de algumas horas já estão andando, coisa que não acontece com os outros roedores que nascem sem pelo, e com os olhos fechados.

 

DIETA

Família: Caviidae

 

Nível de Ruído: Baixo

Gênero: Cavia

Espécie: Cavia porcellus

 

As informações contindas nesse guia não dispensam os cuidados veterinários!

 

 

 

 

DISTRIBUIÇÃO GEOGRAFICA:

 

O Porquinho-da-índia é resitente a doenças, mas muitas vezes elas podem aparecer devido a um manejo inadequado. Procure manter as instalações limpas, bem arejadas, a cama seca, e uma alimentação balanceada. Desta forma você ajudará a conservar a saúde do seu mascote. Evite que ele fique em local úmido e frio!

 

> Serragem para forração da bandeja

 

 

> Pedra Mineral

 

> Comedouro de cerâmica para alimentos

 

 

 

 

 

 

 

 

Seu parente selvagem encontra-se largamente distribuído pela América do Sul, sendo encontrados nos Andes, Argentina, Uruguai e Brasil.
Acredita-de que a espécie doméstica derive do selvagem Cavia aperea há muito tempo domesticado no Peru pelos antigos Incas.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Um Porquinho-da-Índia é um companheiro ideal para mim?

 

3 - Tenho tempo suficiente para me dedicar a ele?

 

 

 

 

 

1 - Eu tenho um local adequado para este animal?
4 - Os sons naturais deste animalzinho será aceito pela minha família e vizinhos?
Se você respondeu "Sim" a estas declarações, um Porquinho-da-Índia é o companheiro ideal para você!
2 - Vou fornecer um ambiente seguro e confortável a ele?
Todos os direitos reservados a PLANET ZOO, vedado a reprodução total ou parcial dessas informações sem a expressa autorização dos seus idealizadores.
5 - Sou responsável e vou conseguir prestar cuidados básicos diários a ele?
CARACTERÍSTICAS:

Procure alternar diariamente a alimentação indicada abaixo, a fim de proporcionar uma dieta balanceada, escolhendo sempre um ou dois ítens de cada grupo alimentar. A variação é importante para que esses animais não enjoam fácil da alimentação repetitiva e não fiquem com deficiência de vitaminas.
* Verduras: - Couve, chicória, agrião, almeirão, folha de cenoura, folha de beterraba.

* Vegetais: Cenoura, vagem, quiabo, batata-doce, ervilha torta, beterraba, brócolis, couve flor, milho-verde.

* Frutas: - Banana, laranja, uva, banana, melão, maçã, pêra, melancia, laranja, mamão.

 * Ração: A ração tem de ser própria para porquinhos-da-índia e que contenha vitamina C. Existem marcas de excelente qualidade no mercado, como a Versele-laga. Nunca se deve dar ração de coelhos para os porquinhos, pois possuem formulação diferente do que precisam, não satisfazendo as necessidades nutritivas, além de ter falta de vitamina C e excesso de vitamina D.

 

> Dificuldade na respiração  > Olhos lacremejantes ou opacos   > Diarréia
SINAIS DE ALERTA
> Visita ao veterinário semestralmente

> Perda de apetite e peso    > Secreção bucal ou nasal    > Chiado na respiração        

CUIDADOS DIÁRIOS

- Disponibilize sempre água mineral ou filtrada a fim de evitar contaminações. Esta deve ser trocada pelo menos 2 (duas) vezes ao dia, para que esteja sempre fresca, principalmente nos dias de calor.

- Deixar a ração a disposição, trocando sempre que umedecer. 

- Trocar o alimento natural (frutas, verduras e legumes) duas vezes ao dia (manhã e tarde).

Cuidados: Não oferecer chocolate, enlatados, embutidos, alimentos condimentados e/ou picantes, alimentos ricos em açúcar (bolos, doces, biscoitos, balas açucaradas).

> Alfafa em bloco e em feno
> Bebedouro
PRODUTOS INDISPENSÁVEIS
 > Feridas ou crostas entre os dedos, orelhas e boca     > Queda de pêlo     
> Gaiola espaçosa e com bandeja alta
> Ração para Porquinho-da-Índia

Possuem um ótimo temperamento, muito sociáveis, não são agressivos e são de fácil manejo. Um bom companheiro para crianças, por serem muito dóceis.


E-mail

Animais Domésticos

 

 

 

  

Na natureza são acostumados a caminhar bastante, para a busca de alimentos, assim em cativeiro possue o mesmo comportamento, movimentando-se o tempo todo. Diverte-se fazendo acrobacias, dando pequenas corridas pela gaiola. Mais do que uma brincadeira, é uma questão de saúde! Rodas, escorregas, tubos transparentes, tudo o atrai. Está sempre atento, com as orelhas grandes em pé. Curioso, gosta de entrar em pequenas brechas. Atravessa a madrugada cheio de animação até ao amanhecer, quando vai dormir e descansar na maior preguiça, com breves interrupções para atividades esporádicas.

1 - Eu tenho um local adequado para este animal?
4 - Os sons naturais deste animalzinho será aceito pela minha família e vizinhos?
Se você respondeu "Sim" a estas declarações, um Hamster é o companheiro ideal para você!
2 - Vou fornecer um ambiente seguro e confortável a ele?
Todos os direitos reservados a PLANET ZOO, vedado a reprodução total ou parcial dessas informações sem a expressa autorização dos seus idealizadores.
5 - Sou responsável e vou conseguir prestar cuidados básicos diários a ele?
CARACTERÍSTICAS:

Procure alternar diariamente a alimentação indicada abaixo, a fim de proporcionar uma dieta balanceada, escolhendo sempre um ou dois ítens de cada grupo alimentar. A variação é importante para que esses animais não enjoam fácil da alimentação repetitiva e não fiquem com deficiência de vitaminas. Os hamsters necessitam de uma dieta rica em cereais, grãos, frutas, verduras e legumes.
* Verduras: - Couve, chicória, agrião, almeirão, folha de cenoura, folha de beterraba.

* Vegetais: Cenoura, vagem, quiabo, batata-doce, ervilha torta, beterraba, brócolis, couve flor, milho-verde.

* Frutas: - Banana, laranja, uva, banana, melão, maçã, pêra, melancia, laranja, mamão.

 * Ração: A ração tem de ser própria para hamster. Existem marcas de excelente qualidade no mercado. Nunca se deve dar ração de coelhos para os hamsters, pois possuem formulação diferente do que precisam, não satisfazendo as necessidades nutritivas, além de ter falta de vitamina C e excesso de vitamina D.

 

> Dificuldade na respiração                   > Olhos lacremejantes ou opacos                > Diarréia
SINAIS DE ALERTA
> Rodas, tubos, escorregas, etc

> Perda de apetite e peso               > Secreção bucal ou nasal         > Chiado na respiração        

CUIDADOS DIÁRIOS

- Disponibilize sempre água mineral ou filtrada a fim de evitar contaminações. Esta deve ser trocada pelo menos 2 (duas) vezes ao dia, para que esteja sempre fresca, principalmente nos dias de calor.

- Deixar a ração a disposição, trocando sempre que umedecer. 

- Trocar o alimento natural (frutas, verduras e legumes) duas vezes ao dia (manhã e tarde).

Cuidados: Não oferecer chocolate, enlatados, embutidos, alimentos condimentados e/ou picantes, alimentos ricos em açúcar (bolos, doces, biscoitos, balas açucaradas).

> Alfafa em bloco e em feno
> Bebedouro
PRODUTOS INDISPENSÁVEIS
 > Feridas ou crostas entre os dedos, orelhas e boca            > Queda de pêlo       > Espirros     
> Gaiola espaçosa e com bandeja alta
> Ração para Hamster

 

Um Hamster é um companheiro ideal para mim?
3 - Tenho tempo suficiente para me dedicar a ele?
As informações contidas nesse guia não dispensam os cuidados veterinários!
O Hamster é resitente a doenças, mas muitas vezes elas podem aparecer devido a um manejo inadequado. Procure manter as instalações limpas, bem arejadas, a cama seca, e uma alimentação balanceada. Desta forma você ajudará a conservar a saúde do seu mascote. Evite que ele fique em local úmido e frio!
DADOS TÉCNICOS:
Tamanho: 15 a 20g
Peso: 140 a 200g
Longevidade: Em média 3 a 4 anos
Nível de Ruído: Baixo 
Diferença Sexual: Os hamsters machos adultos, em geral possuem testículos facilmente visíveis, podendo até mesmo serem visualizados de cima. Já nos mais jovens, a diferença não é tão evidente. No macho, o espaço entre o pênis e o ânus é em geral 1-2 cm e, na fêmea, este espaço é tão pequeno que é difícil diferenciar os dois orifícios.
Maturidade Sexual: De 50 a 80 dias 
Tempo de Gestação e Cria: 

HAMSTER SÍRIO, HAMSTER SÍRIAN - Período de gestação em torno de 18 dias, com média de 8 filhotes.
HAMSTER ANÃO RUSSO CAMPBELLS - Gestação de 18 - 21 dias
ROBOROVISKI - Gestação de 20 - 30 dias
HAMSTER CHINÊS - Gestação de 21 dias

DIETA:
TAXONOMIA:

Classe: Mammalia

Ordem: Rodentia
Família: Cricetidae
Gênero: Cricetulus

E-mail

Animais Domésticos

 

 

 

 

 EXERCÍCIOS 

Sempre solte seu coelho para que ele possa se exercitar. O exercício é vital para a saúde do coelho, fortalece os músculos, coração e pulmões.
Um dos problemas mais comuns é a paralisia das patas traseiras e consequente morte do animal.

Solte sempre e acompanhe-o nesse tempo, tomando cuidado com os fios elétricos, outros animais e coisas pelo chão que ele possa acabar comendo.

 

 

 

 

 

DADOS TÉCNICOS:


 

Peso: 2 a 9 kg

 

Longevidade: De 5 a 12 anos

 

Tamanho: De 10 a 35cm.

 

 

Maturidade Sexual: De 3 a 4 meses.

 

Diferença Sexual: Para saber se o coelho é macho ou fêmea, levante o animal por cima do lombo, com os dedos livres segurar a cauda do animal e repuxá-la para trás na direção do corpo. Feito isso, poderão se observar duas aberturas situadas debaixo da cauda que se acha levantadas. A abertura superior, arredondada e ligeiramente pregueada, constitui o ânus que é a parte final do intestino. Logo abaixo do ânus há uma abertura, ligeiramente alongada no sentido vertical, a qual deverá ser cuidadosamente examinada assim: suspendendo o coelho, com os dedos polegar e indicador colocados cada um ao lado desta abertura, deverá comprimir o local e puxá-lo ligeiramente para trás. Se por esta abertura aparecer uma ponta de 1 cm de comprimento, ligeiramente encurvada conforme a idade trata-se de um macho. Ao contrário, se durante a compressão e repuxamento da abertura, esta apresentar apenas uma fenda, ligeiramente ovalada, trata-se de uma fêmea.

 

TAXONOMIA:

Classe: Mammalia

Cria: De 4 a 6 filhotes.

Ordem: Lagomorpha

Gestação: Período de gestação é de 30 dias.

 

DIETA

Família: Leporidae

 

Nível de Ruído: Baixíssimo

Os dentes dos coelhos crescem constantemente, para desgastá-los ofereça alimentos como cenoura, feno, além de brinquedos de madeira (sem tratamento químico).

 

As informações contindas nesse guia não dispensam os cuidados veterinários!

 

 

 

 

 

 

> Serragem para forração da bandeja

 

 

> Pedra Mineral e brinquedos

 

> Comedouro de cerâmica para alimentos

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Um Coelho é um companheiro ideal para mim?

 

3 - Tenho tempo suficiente para me dedicar a ele?

 

 

 

 

 

1 - Eu tenho um local adequado para este animal?
4 - Os sons naturais deste animalzinho será aceito pela minha família e vizinhos?
Se você respondeu "Sim" a estas declarações, um Coelho é o companheiro ideal para você!
2 - Vou fornecer um ambiente seguro e confortável a ele?
Todos os direitos reservados a PLANET ZOO, vedado a reprodução total ou parcial dessas informações sem a expressa autorização dos seus idealizadores.
5 - Sou responsável e vou conseguir prestar cuidados básicos diários a ele?
CARACTERÍSTICAS:

Procure alternar diariamente a alimentação indicada abaixo, a fim de proporcionar uma dieta balanceada, escolhendo sempre um ou dois ítens de cada grupo alimentar. A variação é importante para que esses animais não enjoam fácil da alimentação repetitiva e não fiquem com deficiência de vitaminas.
* Verduras: - Couve, chicória, agrião, almeirão, folha de cenoura, folha de beterraba, espinafre

* Vegetais: Cenoura, vagem, quiabo, batata-doce, ervilha torta, beterraba, brócolis, couve flor, milho-verde, rabanete

* Frutas: - Banana, laranja, uva, banana, melão, maçã, pêra, melancia, laranja, mamão, kiwi, morango,

 * Ração: Deve-se tomar muito cuidado com a ração que for oferecer ao coelho, pois muitas rãções do mercado destinadas a coelhos, normalmente são para engorda, ou seja para coelhos de abate. Pode-se também optar pela ração de chinchila. Existem marcas de excelente qualidade no mercado, como a Versele-laga, Zootekna, Guabi, Funny Bunny. 

> Dificuldade na respiração  > Olhos lacremejantes, opacos ou com secreção 
SINAIS DE ALERTA
> Visita ao veterinário semestralmente

> Perda de apetite e peso    > Secreção bucal ou nasal    > Chiado na respiração        

CUIDADOS DIÁRIOS

- Disponibilize sempre água mineral ou filtrada a fim de evitar contaminações. Esta deve ser trocada pelo menos 2 (duas) vezes ao dia, para que esteja sempre fresca, principalmente nos dias de calor.

- Deixar a ração a disposição, trocando sempre que umedecer. 

- Trocar o alimento natural (frutas, verduras e legumes) duas vezes ao dia (manhã e tarde).

Cuidados: Não oferecer chocolate, enlatados, embutidos, alimentos condimentados e/ou picantes, alimentos ricos em açúcar (bolos, doces, biscoitos, balas açucaradas).

> Alfafa em bloco e em feno
> Bebedouro
PRODUTOS INDISPENSÁVEIS
 > Feridas ou crostas entre os dedos, orelhas e boca   > Queda de pêlo  > Diarréia     
> Gaiola espaçosa e com bandeja alta
> Ração

Possuem um ótimo temperamento, muito sociáveis, não são agressivos e são de fácil manejo. Um bom companheiro para crianças, por serem muito dóceis. Caracterizam-se pela cauda curta e as orelhas patas compridas. 

O Coelho é resistente a doenças, mas muitas vezes elas podem aparecer devido a um manejo inadequado. Procure manter as instalações limpas, bem arejadas, o ambiente limpo e seco, e uma alimentação balanceada. Desta forma você ajudará a conservar a saúde do seu mascote. Evite que ele fique em local úmido e frio!


Outras Categorias