1. Skip to Menu
  2. Skip to Content
  3. Skip to Footer>

Mamiferos


E-mail

Animais Silvestres

 

 

 

 

Possuem pelagem longa e densa. Pelagem do corpo cinza claro com reflexos castanhos e pretos. Baixo dorso e cauda com faixas transversais, sendo que a cauda apresenta, alternadamente, anéis largos e escuros e anéis mais estreitos e claros. Ápice castanho escuro com pouco branco no focinho. Apresentam uma marca branca bastante evidente na região frontal da cabeça. Tufos de pêlos brancos circum-auriculares acima e na frente das orelhas, as escondendo. Vivem em bandos de 5 a 15 indivíduos. São animais de hábitos diurnos, sendo ativos desde o amanhecer até o entardecer. Utilizam suas garras para subir e descer de árvores. As garras são unhas modificadas para facilitar sua movimentação por entre os galhos. São monogâmicos e gostam de mostrar a genitália para demarcar o seu território. Presença de 32 dentes, sendo oito incisivos, quatro caninos, doze pré-molares e oito molares.

 

 

 

 

 

DADOS TÉCNICOS:


 

Peso: 240 a 450g

 

Longevidade: Em média 20 anos

 

Tamanho: Medem entre 12 a 15 cm de comprimento do corpo, sendo que chegam a medir 35 cm se considerar o comprimento da cauda.

 

 

Maturidade Sexual: Os machos atingem a maturidade sexual por volta dos 16 meses e as fêmeas aos 12 meses.

 

Diferença Sexual: Sim. A diferença entre macho e fêmea, pode ser observada nas genitálias. A cada 15-17 dias a fêmea tem um cio chamado “silencioso”, ou seja, sem sangramento

 

TAXONOMIA:

Classe: Mamíferos

Cria: Geralmente 2 filhotes.

Ordem: Primatas

Gestação: Período de gestação é de 140 a 160 dias. Na semana que estão para dar a luz, a fêmea fica menos ativa, e mais lenta, sendo assim se alimenta muito pouco.
O pai é responsável em cuidar dos filhotes recém nascidos, eles só ficam com a mãe na hora de mamar.
A amamentação é feita até os seis meses de vida do filhote, mas após um mês eles já se alimentam de pequenos insetos, frutas e ovos.
À partir de 1 ano e meio de vida, todos eles são capazes de se reproduzir.

 

DIETA

Família: Callitrichidae

 

Nível de Ruído: Médio

Gênero: Callitrix

Espécie: Callitrix jacchus

 

 

PRODUTOS INDISPENSÁVEIS

 

> Gaiola e Capa

 

 

> Minerais e suplementos

 

 

> Cordas

 

> Variedade de brinquedos

 

> Rede ou Tendas

 

As informações contindas nesse guia não dispensam os cuidados veterinários!

 

 

 

 

DISTRIBUIÇÃO GEOGRAFICA:

 

> Cabaninhas para dormir

 

> Substrato para forração da bandeja

 

 

> Poleiro de madeira

 

> Potes para água, ração e frutas

 

 

 

 

 

 

 

 

Embora ocorra naturalmente no Nordeste do Brasil, este primata foi introduzido em várias matas do País, sobretudo no Sudeste. Por isso é encontrado em São Paulo, Santa Catarina, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo, Pará, Sergipe e Bahia. 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Um Sagui é um companheiro ideal para mim?

 

3 - Tenho tempo suficiente para me dedicar a ele?

 

 

 

 

 

1 - Eu tenho um local adequado para este mamífero?
4 - Os sons naturais deste mamífero será aceito pela minha família e vizinhos?
Se você respondeu "Sim" a estas declarações, um Sagui é o companheiro ideal para você!
2 - Vou fornecer um ambiente seguro e confortável a ele?
Todos os direitos reservados a PLANET ZOO, vedado a reprodução total ou parcial dessas informações sem a expressa autorização dos seus idealizadores.
5 - Sou responsável e vou conseguir prestar cuidados básicos diários a ele?
CARACTERÍSTICAS:

Sagüis são animais onívoros. Uma dieta apropriada é importante para a saúde de seu animal.
Em cativeiro deve-se fornecer uma alimentação variável, evitando-se o estresse alimentar. É importante que se divida o alimento do dia em 3 a 4 refeições, oferecendo dessa maneira pouco volume de cada vez, evitando que o animal desperdice o alimento e a deterioração do mesmo em dias quentes.  Nunca deixe o seu animal por mais de 6 horas sem alimento, neste caso poderá ocorrer hipoglicemia, levando o animal a óbito.
Pela manhã (7:00hs) forneça uma dieta rica em proteína, a tarde (10:00hs e 13:00hs) uma alimentação rica em fibra e vitaminas e no final do dia (16:00hs) complemente com insetos, como tenébrios, grilos, gafanhotos e tenébrios gigantes ou ovo cozido (Importante: Nunca forneça a seu sagüi insetos coletados na natureza, eles podem transmitir uma série de doenças e podem estar contaminados por agrotóxicos.)
Procure alternar diariamente a alimentação indicada abaixo, a fim de proporcionar uma dieta balanceada, escolhendo sempre um ou dois ítens de cada grupo alimentar. A variação é importante já que esses animais enjoam muito fácil de alimentação repetitiva.
Frutas: Banana, maçã, laranja-lima, manga, uva, goiaba, pêra, caqui, melancia, mamão etc....
Legumes e tubérculos: Cenoura, vagem, quiabo, batata-doce, ervilha torta, beterraba, brócolis, couve flor, milho cozido.
Fontes de cálcio e/ou proteína: Queijo branco fresco, tenébrios, grilos, iogurte, ração extrusada, leite (Nan1 e 2) nos primeiros meses de vida, goma, danoninho, etc.
Observações: Ministrar Cálcio junto à alimentação principalmente nos 4 primeiros meses de vida, conforme orientação médico-veterinária. Nessa fase (filhote), recomenda-se suplementar o leite Nan com sustagem, oferecendo assim um alimento mais completo, enriquecido com vitaminas e sais minerais.
Cuidados: Não oferecer chocolate, enlatados, embutidos, alimentos condimentados e/ou picantes, já que esses animais possuem grande sensibilidade gastro-intestinal e esses alimentos causam irritação à mucosa. Evitar os alimentos ricos em açúcar (bolos, doces, biscoitos, balas açucaradas), responsáveis pelo aparecimento de doenças periodontais, fermentação gástrica e obesidade. Não oferecer nenhum alimento que tenha contato com a boca ou saliva humana, evitando assim a transmissão de herpes, fatal aos primatas não humanos.

> Dificuldade na respiração   > Olhos lacremejantes ou opacos   > Diarréia
SINAIS DE ALERTA
> Visita ao veterinário semestralmente

> Perda de apetite e peso    > Muco bucal ou nasal    > Chiado na respiração        

CUIDADOS DIÁRIOS
Disponibilize sempre água mineral ou filtrada a fim de evitar contaminações, está deve ser trocada pelo menos 2 (duas) vezes ao dia, para que esteja sempre fresca, principalmente nos dias de calor.
É importante ter em mente que o sagüi é um animal muito sensível e requer cuidado e atenção, como uma criança. Recomenda-se a utilização de um pote de aço inox, já que outros metais como o alumínio - podem intoxicar o animal.
Uma boa dica é nunca colocar o bebedouro debaixo dos poleiros, evitando que o animal defeque dentro.
Sagüis também são gumívoros, alimentam-se da goma que roem com seus incisivos inferiores, de árvores gumíferas. Utilizam boa parte de seu tempo na obtenção de extratos provenientes de árvores, principalmente no período de estiagem, que é uma fonte de energia.
Estes extratos são polissacarídeos complexos de alto peso molecular. Sendo fibras solúveis, pobre em proteínas e livres de lipídeos, porém são excelentes fontes de energia e minerais, como cálcio, magnésio e potássio.
Forneça goma pelo menos 3 vezes por semana. A melhor hora para o fornecimento é no final da tarde. Seguindo uma das 5 fórmulas abaixo:
• 30% goma arábica + 70% de água.
• 10% banana + 20% goma arábica + 70% de água.
• 30% goma arábica + 70% de suco de frutas.
• comida para bebê + goma arábica.
• frutas frescas com uma pitada de goma arábica.
É um erro primário, muito comum, achar que ao fornecer as gomas de amido (“jujubas”) você estará substituindo as gomas das árvores. Você poderá encontrar goma arábica nas lojas de produtos químicos, caso compre em pedras, utilize o liquidificador para transformar em um pó bem fino.

E-mail

Animais Silvestres

 

 

 

 

Os ferrets são pequenos animais mamíferos, carnívoros, mas não roedores como muitas pessoas pensam. Em geral são curiosos, inteligentes e muito carinhosos, vivendo bem em espaços pequenos como apartamentos. Acostumam-se a passear usando coleiras e usam “banheiros” como os gatos, não fazendo muita sujeira pela casa. Não necessitam de muitos banhos, são como os gatos. O excesso de banhos pode ocasinar problemas dermatológicos, pela remoção excessiva dos óleos essenciais da pele, causando prurido (coceira) e dermatopatias. É aconselhável 1 banho mensal com produto específico para ferret, para uma higiene adequada da pelagem.

 

 

 

 

 

DADOS TÉCNICOS:


 

Peso: Aproximadamente 1 kg

 

Longevidade: De 6 a 10 anos

 

Tamanho: Cerca de 40 cm sem a cauda, sendo que a fêmea é menor, cerca de 30 cm..

 

 

Maturidade Sexual: Entre 4 a 8 meses de vida.

 

Diferença Sexual: As fêmeas têm um porte menor, possuem a cabeça e o focinho mais finos, delicados e pontudos. Os machos são ligeiramente maiores, possuem a cara mais larga e focinho arredondado. 

 

TAXONOMIA:

Classe: Mammalia

Cria: Em média de 6 a 9 filhotes.

Ordem: Carnívora

Gestação: Período de gestação é de 42 dias.

 

DIETA

Família: Mustelidae

 

Nível de Ruído: Baixo

Gênero: Mustela

Espécie: Mustela putorius furo

 

As informações contindas nesse guia não dispensam os cuidados veterinários!

 

 

 

 

DISTRIBUIÇÃO GEOGRAFICA:

 

O Ferret é resitente a doenças, mas muitas vezes elas podem aparecer devido a um manejo inadequado. Procure manter as instalações limpas, bem arejadas, a cama seca, e uma alimentação correta. Desta forma você ajudará a conservar a saúde do seu mascote. Evite que ele fique em local úmido e frio!

 

> Serragem para forração da bandeja

 

 

> Pedra Mineral

 

> Comedouro de cerâmica para alimentos

 

 

 

 

 

 

 

 

Seu parente selvagem encontra-se largamente distribuído pela América do Sul, sendo encontrados nos Andes, Argentina, Uruguai e Brasil.
Acredita-de que a espécie doméstica derive do selvagem Cavia aperea há muito tempo domesticado no Peru pelos antigos Incas.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Um Ferret é um companheiro ideal para mim?

 

3 - Tenho tempo suficiente para me dedicar a ele?

 

 

 

 

 

1 - Eu tenho um local adequado para este animal?
4 - Os sons naturais deste animalzinho será aceito pela minha família e vizinhos?
Se você respondeu "Sim" a estas declarações, um Ferret é o companheiro ideal para você!
2 - Vou fornecer um ambiente seguro e confortável a ele?
Todos os direitos reservados a PLANET ZOO, vedado a reprodução total ou parcial dessas informações sem a expressa autorização dos seus idealizadores.
5 - Sou responsável e vou conseguir prestar cuidados básicos diários a ele?
CARACTERÍSTICAS:

Por mais que os ferrets sejam animais essencialmente carnívoros, não devem ser alimentados diretamente com carne, mas sim uma ração especializada que contenha todos os nutrientes necessários.

Evite mudar a alimentação de seu ferret radicalmente. Caso queira trocar a ração, faça isso gradativamente, misturando porcentagens crescentes da nova comida à antiga por um período de dez dias. É normal que o ferret tente “escolher” uma ou outra ração, mas ele acabará se acostumando.

Estes animais têm um trato digestivo muito curto, e, por isso, faz a digestão muito rapidamente e precisam se alimentar a cada três ou quatro horas. Assim eles devem ter comida e água disponível por todo o dia.

A ração mais indicada para ferret é a Marshall.

> Dificuldade na respiração  > Olhos lacremejantes ou opacos   > Diarréia
SINAIS DE ALERTA
> Visita ao veterinário semestralmente

> Perda de apetite e peso    > Secreção bucal ou nasal    > Chiado na respiração        

CUIDADOS DIÁRIOS

- Disponibilize sempre água mineral ou filtrada a fim de evitar contaminações. Esta deve ser trocada pelo menos 2 (duas) vezes ao dia, para que esteja sempre fresca, principalmente nos dias de calor.

- Deixar a ração a disposição, trocando sempre que umedecer. Lembrando que o Ferret precisa se alimentar a cada 3 horas. 

Cuidados: Não oferecer chocolate, enlatados, embutidos, alimentos condimentados e/ou picantes, alimentos ricos em açúcar (bolos, doces, biscoitos, balas açucaradas).

> Alfafa em bloco e em feno
> Bebedouro
PRODUTOS INDISPENSÁVEIS
 > Feridas ou crostas entre os dedos, orelhas e boca     > Queda de pêlo     
> Gaiola espaçosa e com bandeja alta
> Ração para Porquinho-da-Índia

Possuem um ótimo temperamento, muito sociáveis, não são agressivos e são de fácil manejo. Um bom companheiro para crianças, por serem dóceis.

Cores: Sable (marrom escuro), Light Sable (marrom claro), Albino, Silver (cinza), Light Silver (cinza claro), e Branco com olhos pretos. 
Vacinação: Cinomose e raiva (especiais para ferrets).

Os Ferrets são muito curiosos, e se enfiar em buracos é uma das atividades preferidas. Verifique, se não há lugares em sua casa que sirvam como rota de fuga ou que apresentem outros perigos (como encanamentos, máquinas, ralos, vaso sanitário, etc). Não possuem uma boa visão e, assim, não tem grande noção de altura. Então tome cuidado para que ele não tenha acesso de jeito nenhum a janelas abertas, mesmo por meio de sofás, cortinas ou outros móveis. Engrenagens de cadeiras de balanço ou poltronas reclináveis podem ser fatais para um ‘escondido’. Mantenha também o seu ferret longe da cozinha e área de serviço.


Outras Categorias